• Santíssimo Sacramento

    Confira nossos artigos direcionados à Santíssima Eucaristia.

  • Santíssima Virgem Maria

    Confira nossos artigos direcionados a Virgem Maria(Titulos-Devoções).

  • Coroinhas

    Confira nossos artigos direcionados a: Formação e Cerimoniais para Coroinhas-Acólitos.

  • Sagrada Litúrgia

    Confira nossos artigos direcionados a Sagrada Litúrgia (formações, rituais, etc).

  • Santos

    Confira nossos artigos direcionados à vida, obras e espiritualidades dos Santos de Deus.

  • Missa Tridentina

    Confira nossos artigos referentes à Missa Tridentina

  • Espiritualidade

    Confira nossos artigos direcionados à Espiritualidade Cristã

  • Catequese

    Confira nossos artigos direcionados a Catequese Cristã.

  • Em Breve

    Conteúdo

  • Titulo

    Conteudo

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

A Exposicao da Santissima Eucaristia

Trazemos nesta postagem o Ritual de Exposição da Santíssima Eucaristia conforme o Ritual Romano "A  Sagrada Comunhão e o culto do mistério eucarístico fora da missa"


EXPOSIÇÃO DA SANTÍSSIMA EUCARISTIA



RELAÇÃO ENTRE A EXPOSIÇÃO E A MISSA

     A exposição da Santíssima Eucaristia, seja com o cibório ou ostensório, leva a reconhecer nela a admirável presença de Cristo e convida à íntima união com ele, união que alcança o seu ápice na Comunhão sacramental. Por isso, a exposição é excelente meio de favorecer o culto em espírito e verdade devido à Eucaristia.
     Deve-se cuidar que nas exposições transpareça claramente a relação do culto do Santíssimo Sacramento com a Missa. Evite-se na exposição todo aparato que de qualquer modo possa contrariar o desejo de Cristo ao instituir a Santíssima Eucaristia sobretudo para nos servir de alimento, remédio e conforto.

     Durante a exposição do Santíssimo Sacramento proíbe-se a celebração da Missa no mesmo recinto da igreja ou oratório.
     Pois, além das razões apresentadas, na celebração do mistério eucarístico realiza-se de modo mais perfeito a comunhão interior visada pela exposição.
     Se a exposição se estender por um ou mais dias, deverá ser suspensa durante a celebração da Missa, a não ser que seja celebrada em capela separada da nave onde se faz a exposição, e ao menos alguns fiéis permaneçam em adoração.



NORMAS PARA A EXPOSIÇÃO

     Diante do Santíssimo Sacramento, faz-se genuflexão simples, quer esteja no tabernáculo quer exposto para a adoração pública.

     Na exposição do Santíssimo Sacramento com ostensório, acendem-se quatro ou seis velas, isto é, como se usa na Missa. Usa-se também incenso. Na exposição com cibório haja ao menos duas velas e pode-se usar incenso.

Exposição prolongada

     Nas igrejas e oratórios em que se conserva a Eucaristia, recomenda-se realizar cada ano uma exposição solene do Santíssimo Sacramento que se prolongue por algum tempo, embora não rigorosamente contínua, a fim de que a comunidade local possa meditar sobre este mistério e adorá-lo de modo mais profundo.
     Tal exposição, no entanto, só se fará prevendo-se conveniente assistência de fiéis.

     Em caso de necessidade grave e geral, o Ordinário do lugar pode determinar que se promovam nas igrejas de maior freqüência preces mais prolongadas diante do Santíssimo Sacramento exposto.

     Onde por falta de número conveniente de adoradores não se puder realizar uma exposição ininterrupta, pode-se repor o Santíssimo Sacramento no tabernáculo em horário previamente divulgado, não porém mais de duas vezes ao dia, por exemplo, ao meio dia e à noite.
     Esta reposição pode ser feita de modo mais simples: o sacerdote ou diácono, revestido de alva ou sobrepeliz sobre a veste talar e com estola, repõe o Santíssimo Sacramento no tabernáculo após breve adoração e uma prece com os fiéis. Do mesmo modo, faz-se novamente a exposição na hora determinada.


Exposição breve

     Também as exposições breves do Santíssimo Sacramento sejam organizadas de tal modo que, antes da bênção com o Santíssimo Sacramento, se dedique tempo conveniente à leitura da Palavra de Deus, a cantos, preces e à oração silenciosa prolongada por algum tempo.
      Proíbe-se a exposição feita unicamente para dar a bênção.



A adoração nas comunidades religiosas

     Às comunidades religiosas e outras pias associações que pelas Constituições ou Normas de seu Instituto se dedicam à adoração Eucarística perpétua ou prolongada por mais tempo, pede-se encarecidamente que adaptem este piedoso costume ao espírito da Liturgia. A adoração diante do Cristo Senhor se faça com participação de toda a comunidade, por meio de leituras da Sagrada Escritura, canto e sagrado silêncio, para que se alimente com mais eficácia a vida espiritual de toda a comunidade. Deste modo se promoverá entre os seus membros o espírito de unidade e fraternidade de que a Eucaristia é o símbolo e a fonte, realizando-se de forma mais excelente o culto devido ao Sacramento.
     É muito recomendável que se conserve a forma de adoração em que os membros da comunidade se sucedem um a um, ou dois a dois. Desta forma, segundo a tradição do Instituto, aprovada pela Igreja, adoram e suplicam ao Cristo Senhor no Sacramento, ern nome de toda a comunidade e da Igreja.



O MINISTRO DA EXPOSIÇÃO DA SANTÍSSIMA EUCARISTIA

     O ministro ordinário da exposição do Santíssimo Sacramento é o sacerdote ou o diácono que, no fim da adoração, antes de repor o Sacramento, abençoa com ele o povo.
     Na ausência do sacerdote e do diácono, ou estando legitimamente impedidos, poderão expor publicamente a Santíssima Eucaristia para a adoração dos fiéis e depois repô-la o acólito e outro ministro extraordinário da Sagrada Comunhão ou outra pessoa designada pelo Ordinário do lugar.
     Todos estes poderão fazer a exposição abrindo o tabernáculo, ou também, se for oportuno, colocando o cibório sobre o altar ou a hóstia no ostensório. No fim da adoração repõem o Sacramento no tabernáculo. Não lhes é permitido, porém, dar a bênção com o Santíssimo Sacramento.
 
     O ministro, se for sacerdote ou diácono, vestirá alva ou sobrepeliz sobre a veste talar com estola de cor branca.
     Os outros ministros usarão a veste litúrgica eventualmente em uso na região, ou uma veste condizente com este ministério e aprovada pelo Ordinário.
     Para a bênção no fim da adoração, quando a exposição for com ostensório, o sacerdote e o diácono usarão também capa e o véu umeral de cor branca; se a exposição for com cibório, usarão só o véu umeral.



O RITO DA EXPOSIÇÃO E BÊNÇÃO EUCARÍSTICA


Exposição

     Reunido o povo, o ministro aproxima-se do altar, ao som de um canto, se for oportuno. Se o Sacramento não se encontrar no altar da exposição, o ministro, de véu umeral, vai buscá-lo, no lugar onde é conservado.
     O cibório ou ostensório é colocado sobre a mesa do altar coberta com toalha. Se a exposição for mais prolongada e com ostensório, pode-se usar um trono em lugar bem destacado; cuide-se, porém, que não esteja demasiado alto e distante. Feita a exposição, se for com ostensório, o ministro incensa o Sacramento. Se a adoração se prolongar por mais tempo, o ministro pode retirar-se.

     Se a exposição for mais solene e prolongada, a hóstia seja consagrada na Missa que precede imediatamente a exposição e colocada no ostensório sobre o altar depois da Comunhão. A Missa terminará com a Oração depois da comunhão, omitindo-se os ritos finais. Antes de se retirar, o sacerdote coloca o sacramento sobre o trono, se for o caso, e o incensa.


Adoração

     Durante a exposição, as orações, cantos e leituras devem ser organizados de tal modo que os fiéis, recolhidos em fervorosa oração, se dediquem ao Cristo Senhor.
     Para favorecer a oração interior usar-se-ão leituras da Sagrada Escritura com homília ou breves exortações que despertem maior estima pelo mistério eucarístico. Convém ainda que os fiéis respondam à Palavra de Deus através do canto. É conveniente que em momentos apropriados se guarde um silêncio sagrado.

     Durante a exposição mais prolongada do Santíssimo Sacramento, pode celebrar-se também alguma parte da Liturgia das Horas, sobretudo as Horas principais; na verdade, por ela os louvores e as ações de graças tributados a Deus na celebração da Eucaristia estendem-se às diversas horas do dia e as preces da Igreja se dirigem a Cristo e por Cristo ao Pai em nome de toda a humanidade.


Bênção

     Ao término da adoração, o sacerdote ou diácono aproxima-se do altar, faz genuflexão e ajoelha-se; entoa-se um hino ou outro canto eucarístico. Enquanto isso, o ministro, de joelhos, incensa o Santíssimo Sacramento quando a exposição for com ostensório.

Em seguida, pondo-se de pé, diz: 
Oremos.

Após uma pausa silenciosa, o ministro prossegue:

Senhor Jesus Cristo, neste admirável Sacramento,
nos deixastes o memorial da vossa paixão.
Dai-nos venerar com tão grande amor
o mistério do vosso Corpo e do vosso Sangue,
que possamos colher continuamente
os frutos da vossa redenção.
Vós que viveis e reinais para sempre.

Todos respondem:
Amém.

     Terminada a oração, o sacerdote ou o diácono, de véu umeral, faz genuflexão, toma o ostensório ou cibório e com ele traça, em silêncio, o sinal-da-cruz sobre o povo.


Reposição

     Dada a bênção, o próprio sacerdote ou diácono que deu a bênção, ou outro sacerdote ou diácono, repõe o Sacramento no tabernáculo, faz genuflexão enquanto o povo, se for oportuno, profere alguma aclamação; por fim, se retira.




Fonte: Ritual Romano "A  Sagrada Comunhão e o culto do mistério eucarístico fora da missa", Ed Paulus, 8a Edição.
§82-100


.

6 comentários:

Anônimo disse...

muito bom

Anônimo disse...

Excelente,muito bom! Hoje precisava conhecer alguns pontos sobre a exposição e a retirada do Santíssimo, e essa publicação me foi de profunda serventia. Parabéns aos autorres.
"Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará."

Anônimo disse...

Muito rico, pontos sobre a exposição que todo Ministro deve conhecer sobre a exposição e a retirada do Santíssimo muito profundo conhecimento.
Parabéns pela informação.

Anônimo disse...

Muito Obrigada! Que a Paz deDeus estejam com vocês.

FORMAÇÃO PARA ACÓLITOS disse...

Amém. Agradecemos a todos os visitantes de nosso blog, que Deus e Nossa Senhora abençoe e proteja a todos.

Anônimo disse...

Que Deus os ilumine e vocês possam cada vez mais fornecer subsídios para o crescimento de um só rebanho. Amém.

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...